Alerj cria fórum de diálogo com mulheres negras para construção de políticas públicas

Alerj cria fórum de diálogo com mulheres negras para construção de políticas públicas

Mulheres negras do Rio de Janeiro terão um canal permanente de diálogo na Assembleia Legislativa do Estado, para discussão e proposição de demandas. Resolução aprovada pela Alerj no mês passado criou o Fórum Permanente de Diálogo com as Mulheres Negras do Estado do Rio de Janeiro. O espaço vai funcionar como instância legítima da assembleia na discussão e construção de políticas públicas para essas mulheres.

Clatia Vieira, membro da coordenação do Fórum Estadual de Mulheres Negras, disse que o espaço é extremamente importante para dar visibilidade a essas mulheres, que não se sentem contempladas nos projetos de lei da casa.

De acordo com ela, essa seria a primeira iniciativa nesses moldes no Brasil. Ela citou algumas das lutas que estão na pauta do movimento das mulheres negras no estado.

O projeto de resolução tem autoria dos deputados Marta Rocha, do PDT, Tia Ju, do PRB e Waldeck Carneiro, do PT, que compõem a Coordenação Colegiada do Fórum junto com outros parlamentares e cinco representantes da sociedade civil indicadas pelo Fórum Estadual de Mulheres Negras do RIo.

O Fórum Permanente na Alerj será instalado em cerimônia no plenário da casa no dia 3 de agosto. Terá reuniões periódicas, audiências públicas, além de reuniões e audiências itinerantes para atender as demandas de mulheres negras do interior do estado.

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.